Desde a sua fundação, em 1999, a Cáritas tem colhido resultados bastante positivos e concretos, tendo desenvolvido um Histório Consistente de atuação, apesar das suas instalações físicas, limitadas e precárias.

Ao longo dos anos, as instalações foram crescendo conforme a demanda. Em 2012, as instalações contavam com cerca de 480 m2 de salas e uma quadra de esportes coberta. As salas eram construídas, na sua grande maioria, com material de contêineres (estilo canteiro de obra) com algumas poucas em alvenaria. Nestas construções estavam instaladas salas de aula, oficinas e áreas de apoio (cozinha, refeitório, administração).

O uso de instalações provisórias foram úteis no início dos trabalhos sócio-educacionais, pois oferecem flexibilidade e oportunidade de experimentação e validação do trabalho, com baixos investimentos. Porém, não se pode continuar na instalações provisórias não podem ser assumidas e incorporadas ao funcionamento no cotidiano no longo prazo.

As instalações encontravam-se em estado de conservação e higiene dentro dos padrões aceitáveis, porém longe do que seria o ideal e apresentavam vários problemas operacionais, demandando um alto custo de operação, por conta de materiais inadequados, falta de iluminação natural, desgastes das instalações elétricas e hidráulicas, bem como elevados custos de manutenção por conta da necessidade de reparos constantes.

Ao mesmo tempo, aquelas instalações chegaram ao limite da sua capacidade, não sendo possível atender à demanda da região. Novos programas de capacitação profissional ficaram também limitados por conta da precariedade das instalações.

Por fim, e não menos importante, o ambiente físico influencia as pessoas; atribui aos que o frequentam um sentido de pertencimento e serve como modelo para ser implantado em suas vidas e moradias. Uma instalação digna estabelece referências importantes na formação humana dos que frequentam a Cáritas.

A renovação e a expansão das instalações da Cáritas tornou-se, assim, fundamental.

A construção de um novo prédio triplicará a capacidade de atuação e de atendimento às famílias, permitindo também o desenvolvimento de novos programas de capacitação profissional, conforme a necessidade e demanda da região.

As novas instalações serão construídas em terreno próprio, o mesmo onde se encontram as atividades atuais. As novas instalações terão também menor custo de manutenção e contarão com um estacionamento que será fonte de renda para a Cáritas.

O plano de construção – já em andamento – foi montado de modo a viabilizar que o novo edifício seja construído sem interrupção das atividades e serviços da Cáritas Santa Suzana. Para tanto, a quadra de esportes foi adaptada com salas, refeitório e cozinha, que são atualmente utilizadas para as atividades cotidianas.


Instalações existentes em 2012

a) Espaços funcionais em containers de Zinco – 288 m2

  • 3 salas de aula e 1 biblioteca;
  • Administração, sala de atendimento, consultório dentário, cozinha, refeitório, despensa, lavanderia, bazar de roupas usadas;

b) Espaços funcionais em alvenaria – 188 m2

  • Sala de informática, sala de aula, brinquedoteca, oficina de costura;
  • Salão de beleza, sala do médico, banheiros, depósito;

c) Quadra de esportes coberta

  • Uso múltiplo – área de atividades esportivas e de apoio às demais atividades socioassistenciais

Deficiências das instalações em 2012

  • Baixa iluminação e ventilação;
  • Isolamento térmico inadequado – salas extremamente quentes no verão e muito frias no inverno;
  • Acabamento de paredes e pisos com materiais de difícil limpeza e higienização;
  • Telhados com goteiras danificando o mobiliário e trazendo riscos para instalações elétricas;
  • Pisos irregulares nas áreas externas, sempre esburacados e com poças;
  • Ausência de para-raios, gerando danos a equipamentos elétricos e colocando em risco a integridade física de colaboradores e beneficiários em dias de tempestades;
  • Impossibilidade de ampliações: espaço horizontal totalmente ocupado por edificações que não comportam verticalização;

Impactos da precariedade das instalações nas atividades da Cáritas Santa Suzana

  • Maior custo operacional por conta do uso intensivo de iluminação artificial, manutenção de equipamentos elétro-eletrônicos, fugas de energia e vazamentos de água;
  • Programas na área da saúde e nutrição tiveram constantes interrupções em função da precariedade das instalações, que não atenderam ao anseio dos profissionais;
  • As instalações não são suficientes para comportar a demanda de atendimento; com frequência é necessário realocação de grupos e atividades para outros espaços, fora das instalações da Cáritas;
  • Impossibilidade de atender às listas de espera de interessados em participar dos nossos projetos;